sábado, 19 de janeiro de 2013

Liga Coiteense de Futebol tem novo presidente que foi decidido através de artigo

http://www.informebahia.com/2013/01/liga-coiteense-de-futebol-tem-novo.html#more


A eleição para a escolha da presidência da Liga Coiteense foi muito disputada, a mesma foi realizada no salão nobre da Associação Cultural Castro Alves, através de uma assembleia geral extraordinária, que foi presidida pelo ex-secretário de esportes Gildemar Carneiro, conhecido por Dema.
No total dezoito  equipes são filiadas a liga, porem só oito tiveram direito a voto. Segundo o presidente da assembleia, as equipes que teriam direito de participar da eleição eram aquelas que participaram de competições realizadas pela entidade nos últimos dois anos. Tiveram direto a voto as seguintes equipes: Atlético Futebol Clube de São João (Toinho),Esporte Clube Bahia de Almas (Andrade), Botafogo Futebol Clube de Aroeira  (Marcelo), Ypiranga de Patos Esporte Clube (Zé Buraco), Salgadalia Futebol Clube (Sapecado),  Sisal Clube de Santa Rosa (Gilson), Terra Nova Esporte Clube  (Vizek) e Vasco de Caruaru Futebol Clube (Nenem).
As chapas que disputaram as eleições foram as seguintes:
Chapa- “Por uma maior integração do futebol coiteense”, composta por:
Presidente- Ednei Mota
1º Vice- Valdério Silva Pinto (Valdério da Cachorrinha)
2º Vice- José de Souza Santos (Zequinha da Aki Modas)
Chapa- “Bola pra frente”, composta por:
Presidente- Ailton Vizek Oliveira da Silva (Vizek)
1º Vice- Ueliton Oliveira Brito (ex-goleiro)
2º Vice- Alessandro Gomes da Silva (Sandro Índio)
Na apuração houve um empate de 4x4. O presidente da assembleia informou que devido o que esta escrito no artigo 44 paragrafo A do estatuto, Ednei Mota foi eleito presidente da entidade, pois ele ocupou o cargo mais elevado da entidade, onde foi presidente da comissão disciplinar da liga.
No momento da eleição Israel Cunha queria participar da votação, o mesmo apresentou uma ata sendo presidente da equipe da ETEC, o presidente da assembleia alegou que ele não poderia votar porque a apresentação da ata deveria ser com antecedência e não no momento da eleição.
O candidato derrotado Ailton Vizek, informou a equipe do IB que vai recorrer, pois não concordou com o paragrafo A do artigo 44 que favoreceu o seu adversário.
Texto e Fotos: Val César